Notícias

Guardas portuários protestam por direito a vacina contra a Covid-19 em Santos, SP

Fonte: G1 Santos
 
Presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport) informou que a reivindicação ocorre porque a categoria faz parte do serviço essencial e de segurança.


 
Guardas portuários fizeram uma manifestação, na tarde desta terça-feira (6), para reivindicar o direito de se vacinarem contra a Covid-19, assim como outros profissionais da segurança pública. O ato aconteceu em frente à Autoridade Portuária de Santos, no bairro Macuco.
 
Ao G1, o presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino dos Santos, informou que a reivindicação ocorre porque a categoria faz parte do serviço essencial e de segurança. Cerca de 70 profissionais participaram da manifestação, segundo o sindicato.
 
Cirino alega que a Guarda Portuária é integrante operacional do Sistema Único de Segurança Pública, da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis e do Conselho de Segurança do Município de Santos, e por isso teria direito à vacinação.
 
"Nós ficamos à margem da vacina. Fizemos uma manifestação pública para fazer coro pelo nosso direito", explica o sindicalista. De acordo com ele, a guarda entrou com uma ação civil pública pedindo o acesso ao imunizante.
 
Prefeitura
 
Em nota, a Prefeitura de Santos afirma que segue o Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19. Tanto o envio das doses como a determinação dos respectivos públicos-alvo a serem vacinados são responsabilidades do Governo do Estado.
 
Ministério da Infraestrutura
 
O G1 também questionou o Ministério da Infraestrutura a respeito da reivindicação. Confira a nota na íntegra:
 
"Ciente da relevância do trabalhador portuário, o Ministério da Infraestrutura discute com o Ministério da Saúde, a quem cabe essa decisão, a inclusão da categoria entre os grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19. Ao mesmo tempo, trabalha em parceria com o Legislativo para os portuários serem incluídos no projeto de lei recentemente votado na Câmara dos Deputados, que em breve entra na pauta do Senado Federal.
 
Além disso, como forma de endereçar a questão no curto prazo, o Minfra publicou recentemente uma recomendação técnica conjunta com o Ministério Público do Trabalho para estipular procedimentos para resguardar a saúde e segurança dos trabalhadores nos portos, bem como está propondo a retomada dos efeitos da MP 945, vigente no ano passado, para permitir afastamento do público de risco com indenização aos trabalhadores".

Assista a reportagem do Jornalismo VTV


 



Imprimir Indicar Comentar

Comentários (0)



Compartilhe



Voltar