Notícias

Docas de São Sebastião apresenta proposta

Fonte: AssCom Sindaport
 
Após os portuários de São Sebastião deflagrarem greve na manhã desta quinta-feira, a Companhia Docas apresentou oficialmente uma proposta de negociação coletiva, para a data base 2020.
 
 
O vice-presidente do SINDAPORT, João de Andrade Marques, ressalta que após quase 10 horas de paralisação, a empresa finalmente formalizou uma proposta no papel. “Com o documento em mãos e a confirmação do presidente da empresa de que vai negociar nossa Campanha Salarial e renovar o acordo coletivo, decidimos encerrar a paralisação”, afirma.
 
O ofício, assinado pelo presidente da Companhia Docas de São Sebastião Paulo Tsutomu Oda, informa que a empresa “recebeu autorização para negociar o Acordo Coletivo referente a data base maio/2020 (maio2020 a abril2021), mantendo as cláusulas  do acordo coletivo vigente e a garantia da data-base, sem aplicação de nenhum reajuste para as cláusulas econômicas, não havendo, desta forma, aumento de despesas, pois seriam mantidas as bases salariais atuais, condicionado a retorno imediato ao trabalho”.
 
A Companhia Docas de São Sebastião conta com 120 portuários, empregados da empresa. 
 
Greve
 
A paralisação começou às 7 horas desta quinta-feira. Logo cedo, diretores do SINDAPORT colocaram faixas na entrada do porto. Apesar do movimento grevista ser suspenso, após a abertura de negociação, por parte da Companhia Docas, João de Andrade destaca que a luta para que a empresa pague os retroativos continua. 
 
Até agora, a Autoridade Portuária não cumpriu as sentenças referentes aos dissídios coletivos de 2018 e 2019. O Tribunal Regional do Trabalho determinou reajuste salarial de 1,69% a partir de 01/05/2018 e 4,97% a partir de 01/05/2019. 
 
Mas até agora a Companhia Docas não atendeu as sentenças. O SINDAPORT ingressou com ação de cumprimento para exigir a atualização dos salários e o pagamento das diferenças e de todas as verbas que são calculadas com base no salário. Essa ação de cumprimento corre pela Vara do Trabalho de São Sebastião.
 

  • 01
  • 01
  • 01
  • 01
  • 01
  • 01



Imprimir Indicar Comentar

Comentários (0)



Compartilhe



Voltar